sexta-feira, 30 de maio de 2008

Anna Swir

Há uma luz dentro de mim



Seja de dia ou de noite
trago sempre dentro de mim
uma luz.
No meio do ruído e da desordem
trago silêncio.
Trago
sempre luz e silêncio.



(versão minha, a partir da tradução do polaco para o inglês de Czeslaw Milosz e Leonard Nathan, em Talking to my body, Copper Canyon Press, Washington, 1996, p. 115).

Sem comentários: