domingo, 8 de fevereiro de 2009

Jan Erik Vold

Hokusai o velho mestre, que pintou uma onda como nunca ninguém antes dele tinha pintado uma onda



Hokusai
viveu
quase até aos 90. Quando tinha 75
anos, disse

sobre a sua obra: comecei a desenhar
objectos quando tinha
6. O que fiz
antes dos 50 não tem

qualquer mérito. Quando tinha 70
ainda não conseguira
produzir
nada de bom. Aos 73

alcancei um entendimento
das formas
básicas dos animais
e das plantas. Quando chegar aos 80, esse entendimento

será mais profundo, e quando atingir os 90
conhecerei
os segredos
da minha arte

até ao âmago - então, quando tiver 100,
criarei
imagens merecedoras
de louvor. Isto para não falar

dos anos
que se seguirão.
Agora o mais importante
é continuar.



(versão minha, a partir da tradução inglesa do próprio poeta, reproduzida em The poetry of men's lives, organização de Fred Moramarco e Al Zolynas, The University of Georgia, Athens, 2004, pp. 296-295).

3 comentários:

Palavras de Osho disse...

Maravilhosa, como todas as poesias selecionadas pelo Trapézio. Sou fã deste blog! Obrigado por compartilhar tantos belos textos na net.

abs

Lp disse...

Sou eu que agradeço as suas simpáticas palavras; mas são os poetas que verdadeiramente são delas merecedores. Um abraço.

Palavras de Osho disse...

Coloquei o Trapézio entre meus 5 prediletos em http://5blogs.tumblr.com/

abs