quarta-feira, 25 de março de 2009

Leona Gom

Estes poemas



Estes poemas têm saudades da sua terra.
Continuam a emergir
da minha caneta
e a fugir
para norte.
Nunca serão domesticados.
Nunca terão bom aspecto.
Deixam a página numa confusão
com as suas imagens persistentes
de uma quinta,
ruminam entre as suas cordas
de metáforas urbanas
e esgueiram-se logo que podem.
E quando não têm saída
enroscam-se rancorosamente
debaixo dos seus títulos
e deixam-se morrer à fome.



(versão minha; original reproduzido em In the clear - a contemporary canadian poetry anthology, selecção e organização de Allan Forrie, Patrick O'Rourke, Glen Sorestad, Thistledown Press Ltd, 2ª impressão, Saskatoon, 2006, p. 76).

2 comentários:

P.A. disse...

http://www.youtube.com/watch?v=SbhuHmBrsaw&feature=related

bons flips
bons poemas

pedro e o lobo

Lp disse...

obrigado, pedro, por ambas as coisas,