domingo, 14 de março de 2010

Kathleen Spivack

Domingo



É domingo:
nos subúrbios do coração eles
lavam os carros.

Ela e as batatas
cozem na cozinha: o jantar
leva dez minutos a comer.

E ele levanta-se rapidamente com
as crianças: quem quer que
não tenha a sua custódia

pode visitá-las hoje.
A carne é maquilhada
e vestida: o pastor aperta-me a mão

como se o gesto tivesse significado.
O urso polar, por trás das grades,
ergue-se nas patas traseiras, e suspira.



(Versão minha; original reproduzido em Poetry from "Sojourner" - a feminist anthology, organização de Ruth Lepson e Lynne Yamaguchi, introdução de Mary Loeffelhoz, University of Illinois, Urbana e CHicago, 2004, p. 178).

2 comentários:

Para que Serve? disse...

Estimado,
É um prazer contactá-lo e em primeiro lugar elogiar pelo bom blog que expõe a todos nós, leitores.
Envio este coment para anunciar a abertura de um novo blog, o "Macaquinhos no Sótão". http://osmacacosdosotao.blogspot.com/
Um blog pensado há muito, mas que só agora decidi abrir.
Gostaria muito de contar com a sua ajuda na promoção deste blog, colocando o link se possivel.
Como é claro, retribuirei sem piscar os olhos em colocar o seu link na minha página!
Espero uma resposta sua.

a mesa de luz disse...

Gostei muito!