quarta-feira, 24 de março de 2010

Langston Hughes

Poema



Eu adorava o meu amigo.
Ele partiu e deixou-me.
Não há mais nada a dizer.
O poema termina,
Suave como começou -
Eu adorava o meu amigo.



(Versão minha; original reproduzido em Poert's choice - poems for everyday life, selecção e introdução de Robert Hass, The Ecco Press, New Jersey, 1998, p. 98).

2 comentários:

CristinaGS disse...

Quase uma cantiga de amigo. Boa noite. :)

Paulo Buchinho disse...

Oi.
Só te sei dizer que gosto.
Abs