domingo, 10 de junho de 2012

Dave Etter

Roma Higgins

Grilo



Durante uma semana inteira
um grilo andou pela cave,
algures entre
a fornalha
e o estojo de críquete.
Eu gostaria de ter ido lá abaixo
todas as noites
para o ouvir trinar.
Ele daria pelos meus passos
e interromperia
a sua música mágica.
Logo depois começaria
de novo a cantar.
Isto seria assim
e eu falaria com ele
e seria seu amigo.
Mas esta noite
na cave
só encontrei um silêncio gelado
e uma aranha
a tecer uma mortalha
junto à janela.



(Versão minha; original reproduzido em Illinois voices - an anthology of twentieth-century poetry, organização de Kevin Stein e G. E. Murray, University of Illinois Press, Urbana e Chicago, 2001, p. 98).

Sem comentários: