quinta-feira, 25 de junho de 2009

Belén Reyes

Sou poeta



Sou poeta
E nunca levo escolta.



(versão minha; original reproduzido em 23 Pandoras - poesía alternativa española, selecção e prólogo de Vicente Muñoz Álvarez, Ediciones Baile del Sol, 2ª edição, Tenerife, p.249).

2 comentários:

Vanessa disse...

vir aqui está a tornar-se um vício.

parece que a cada dia encontro as palavras certas que se encaixam (de alguma forma) em mim.

obrigada. *

Lp disse...

Espero que continue a ser assim. Obrigado.