terça-feira, 6 de setembro de 2011

Olga Ivanova

Encontro-me comigo todos e cada dia...



Encontro-me comigo todos e cada dia
Nunca me deixo só a mim mesma
Não fico nem um segundo longe da minha vista
Por isso não consigo simplesmente entender
O que pode ter acontecido
A este rosto
Que me responde olhando-me fixamente
De velhas fotografias



(Versão minha a partir da tradução inglesa de Jenefer Coates reproduzida em An anthology of contemporary russian women poets, selecção de Valentina Polukhina e Daniel Weissbort, University of Iowa, Iowa City, 2005, p. 66).

2 comentários:

Maria Costa disse...

Poema belo, assim o é também pela respectiva tradução.

Lp disse...

obrigado.