terça-feira, 3 de novembro de 2009

Jyotsna Milan

Mulher, 2



Às vezes
nos momentos em que se faz amor
o homem surge à mulher como uma espécie de Deus.
"Deus... Deus!" grita a mulher
com o corpo
dominado pelo fogo.
"Olha-me,"
diz o homem,
"eu sou Deus."
A mulher
olha
e, em convulsões de dor
por perder Deus,
vira a cara
de lado.




(versão minha, a partir da tradução inglesa de Mrinal Pande e Arlene Zide reproduzida em The Oxford Anthology of Modern Indian Poetry, organização de Vinay Dharwadker e A. K. Ramanujan, Oxford University Press, Oxford, 2ª impressão, 1997, p. 20).

1 comentário:

CristinaGS disse...

"os deuses são deuses porque não se pensam"...li isto algures, recentemente, mas acho que fica bem como comentário a estes homens que se pensam deuses :)