domingo, 1 de novembro de 2009

Toeti Heraty

Post scriptum



Eu quero escrever
um poema erótico
no qual palavras cruas, sem enfeites,
se tornem belas
onde as metáforas não sejam necessárias
e seios, por exemplo,
não se transformem em colinas
ou o corpo de uma mulher numa paisagem opressiva
ou a relação sexual no "mais íntimo enlace".

É claro
que um poema assim é escrito no espaço
entre a exposição e a ocultação
entre a hipocrisia e as verdadeiras emoções.



(versão minha, a partir da tradução inglesa de Carole Satyamurti que pode ser lida aqui).

5 comentários:

CCF disse...

Nem mais...
~CC~

Lp disse...

...nem menos.

tonta disse...

Não é difícil, mas o seu a seu dono.

Lp disse...

Escapa-me (?) o sentido do último comentário...

CristinaGS disse...

Gostei! Muito. :)