sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Nizar Qabbani

Eu não sou professor



Eu não sou professor
Para te ensinar a amar,
Também os peixes não precisam de um professor
Que os ensine a nadar
E os pássaros de um professor
Que os ensine a voar.
Nada pelos teus próprios meios.
Voa pelos teus próprios meios.
O amor não tem manuais
E os maiores amantes da história
Não sabiam ler.



(versão minha a partir da tradução de A. Z. Foreman publicada aqui e da tradução de Bassam K. Frangieh e Clementina R. Brown reproduzida em Nizar Kabbani, Arabian Love Poems, A Three Continents Book, Lynne Rienner Publishers, London, 1998, p. 99).

3 comentários:

CristinaGS disse...

:) vou roubar.Posso?

Lp disse...

Se for para dar aos pobres, claro que sim...

CristinaGS disse...

Já roubei e, sim é para dar aos pobres...de espírito. Levei-o embrulhado em poeira a galope no cavalo de Robin dos Bosques...;-) Obrigada.